Páginas

Perfil



Nascida em 27 de maio de 97, uma geminiana nata procura mostrar pro mundo, seus gostos e sua dedicação.

Sabe, eu vivo num mundo inventado e cheio de histórias. O que é real, eu chamo de loucura. Na verdade, meu mundo é bem melhor que essa loucura sem freio. No meu mundo, eu sou a loucura.

Sou uma pessoa muito intensa, e eu gosto de viver. E costumo descontar nas palavras quando o que eu vivo transborda (e acredite, faço isso com frequência). Alguns chamam isso de 'dom', mas eu chamo de instinto. Lembre-se que: não escrevo tudo que vivo, nem vivo tudo que escrevo. Meu coração e meus sentimentos normalmente se confundem com um mundo totalmente paralelo que só existe em minha cabeça. Você nunca consegue me entender por inteiro. E pra falar a verdade: nem eu me entendo.

Sou Beatriz Alves Leite (Bia, por favor) e moro em Campina Grande, no interior da Paraíba. Desde pequena, sempre fui muito gordinha e diferente. Sofria por ser assim, e normalmente era excluída dos grupinhos. Isso nunca me fez uma pessoa mais frágil, e sim teve o efeito contrário: foi sozinha que aprendi quais eram e como eu desenvolveria o que eu sei fazer de melhor.

Quando tinha 12 anos eu resolvi sentar em frente ao computador e buscar algo só meu. E adivinhem quem começou a digitar loucamente tudo que vinha na cabeça? Todas as minhas vontades, sonhos, desgostos...tudo estava aqui. Registrado. Foi uma forma de derramar minhas lágrimas, expor minhas alegrias frustrações e todos os meus sentimentos em forma de palavras em uma caixa de texto - lê-se blog- chamada 'Jigsaw B'. E, surpreendentemente, algumas pessoas começaram a se identificar comigo. Acho que isso me ajudou (e muito) a fazer amigos e a ser mais sociável, sabe? Com incentivo e alguns elogios, decidi levar isso para frente.

Minha vida sofreu uma mudança surpreendente quando percebi que com meus sentimentos e meu 'dom' -de fazer emoções virarem palavras - eu poderia fazer com que outras pessoas entendessem e se identificassem com cada coisa que eu sabia e passava (e que não só eu sentia, olha só!).

E mais de quatro anos depois, ainda estou aqui: Escrevendo não só sobre meus sentimentos, mas sobre tudo que me interessa e me faz bem (ou não). Estou aqui hoje, explorando um pouco mais os meus limites (eles existem???), como uma pessoa maior (no tamanho, é claro), com mais amigos e é...um pouco menos tímida!

Dizem que sou muito indecisa, possessiva e até teimosa demais, e eu digo que é verdade. Tenho 16 (quase 17) primaveras, e sou totalmente apaixonada por livros, fotografia, música e arte. Sem falar que tenho uma tara enorme por filmes de terror, flores e chocolate branco.

Sou também um poço de sonhos e dúvidas.
Sinceramente: acho que uma vida inteira não é suficiente para realizar todos meus sonhos.
E falando em sonhos: eles mudam a todo instante. Ou se modificam. Meus sonhos vão dos mais bobos aos mais loucos, e eu não tenho medo nenhum de correr atrás para realizá-los.
Sou voluntária em projetos sociais, às vezes desenho por hobbie, sou fotógrafa e tenho um projeto com o meu namorado (o Alternativa Fotografias), e começarei a estudar Comunicação Social esse ano. Ainda não sei bem o que quero do futuro...mas me vejo com um livro com meu nome, e uma câmera na mão sempre.

2 comentários:

Anna Caroline disse...

Me identifiquei muito com você. *-*

Pink Mix disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.